Gabinete de compensação salarial

A Unia ajuda a conselheira de Estado Carmen Walker Späh na luta contra a discriminação salarial

Infelizmente, ainda hoje em dia, as mulheres ganham até menos 800 francos por mês do que os seus colegas de trabalho homens. O Equal Pay Day é o dia em que chamamos a atenção para essas diferenças salariais entre mulheres e homens.

A Unia quer aproveitar o Equal Pay Day para, em nome do «Gabinete de compensação salarial», enviar uma carta a vários agregados familiares de Zurique. A missiva informa que as perdas de salário resultantes de uma discriminação salarial podem ser deduzidas nos impostos a partir de 2018. A desigualdade salarial tem de ser finalmente eliminada - temos todo o prazer em ajudar a Diretora Financeira Carmen Walker Späh a inverter esta situação insustentável: o nosso gabinete cantonal para igualdade salarial, em conjunto com a Logo (site: www.lohnausgleich-zh.ch), os formulários e as missivas pré-preenchidas estão à disposição da administração cantonal.

Contudo, se a Sr.a Walker Späh estiver interessada em não contribuir para a opaca selva burocrática, temos uma ideia muito mais simples: transparência salarial.

Só quando falamos de salários é que sabemos se os nossos são justos. A transparência salarial mostra a discriminação salarial. É mais fácil de implementar que o «Gabinete de compensação salarial» e é extremamente eficiente. Já em 2019, o ano das mulheres, seria importante que a conselheira de Estado Walker Späh deixasse uma mensagem forte contra a discriminação salarial.

Ao falarmos sobre salários, estaremos a evitar a discriminação salarial.

Já mais de 1500 pessoas tornaram o seu salário público no site zeigdeinenlohn.ch. Aqui irá entender como a transparência salarial faz sentido e como pode ser aplicada.