Nós, mulheres*, estamos aqui!

No dia 8 de março, nós, as mulheres*, vamos fazer com que nos vejam.

Tudo aquilo que alcançámos foi, muitas vezes, ignorado.

Basta ver nas placas de Zurique. Das 447 ruas, que têm nomes de personalidades, apenas 54 são de personalidades femininas. Foi, por isso, que ontem à noite, numa operação clandestina, a Unia de Zurique-Schaffhausen tratou de modificar mais de cem placas:

E assim conseguimos trazer alguma visibilidade para as mulheres*. Hoje, de repente, a “Josefstrasse” (Rua José) chamava-se “Mariastrasse” (Rua Maria), a “Thomasweg” (Travessa Tomás) passou a ser “Taminiqueweg” (Travessa Taminique). Talvez encontre uma destas placas algures a caminho de casa...

Da mesma forma, as nossas histórias de mulheres* e tudo aquilo que temos de aguentar no trabalho é frequentemente ignorado. É por isso que distribuímos placas em toda a cidade com histórias vividas pelas mulheres* no seu local de trabalho. Encontrará muitos relatos impressionantes que vos deixará a pensar.

Especialmente, porque as nossas questões ficam na penumbra.

É mais um motivo para hoje termos estado com muitos transeuntes* e ativistas*, na Ponte Central, a preencher postais com as nossas questões. Depois, prendemo-las em balões e deixámo-los voar.